Clínica da Mama com taxa de cura de 98% aos 5 anos em doentes em fase inicial

29.10.2019

Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama assinalado a 30 de outubro
A Clínica da Mama do Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil (IPO do Porto) tratou, em 2018, um total de 1600 casos de cancro da mama, metade dos quais foram diagnosticados em fase inicial, o que se traduz «numa taxa de cura de 98% aos 5 anos».

«É de destacar que 65% das doentes foram tratadas sem necessidade de mastectomia total, assegurando a preservação da mama e da autoimagem corporal», salientou esta segunda-feira, Joaquim Abreu de Sousa, coordenador da Clínica da Mama e diretor do Serviço de Cirurgia do IPO do Porto.

O responsável falava a propósito do Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama que se assinala amanhã, dia 30 de outubro, e no âmbito de um encontro europeu, que termina esta terça-feira em Lisboa, destinado a médicos especialistas em Oncologia de toda a Europa.

A atividade de investigação clínica desenvolvida na Clínica de Mama do IPO do Porto permite «o acesso gratuito das doentes a terapêuticas inovadoras, o que têm contribuído para o aumento progressivo das taxas de sobrevivência observadas no cancro de mama», salientou Joaquim Abreu de Sousa 

Os dados divulgados à Lusa «evidenciam a importância do diagnóstico precoce e da constante aposta do instituto na sensibilização e alerta para a prevenção e tratamento com elevados padrões de qualidade», considerou.

Outro aspeto destacado por Joaquim Abreu de Sousa foi «a importante atividade de investigação clínica desenvolvida na Clínica de Mama do IPO do Porto», que permite «o acesso gratuito das doentes a terapêuticas inovadoras, o que têm contribuído para o aumento progressivo das taxas de sobrevivência observadas no cancro de mama».

Segundo o oncologista, «em 2018, cerca de 300 doentes foram incluídos em ensaios clínicos com medicamentos inovadores. Inclusive, em dois estudos multicêntricos o IPO do Porto foi o maior recrutador a nível internacional».

A Clínica de Mama foi fundada em 2007, detendo atualmente cerca de 12 mil doentes em seguimento.

19tm44f
29 de Outubro de 2019
1944Pub3f19tm44f

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Assistimos hoje ao assassinato premeditado do modelo USF»

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) decidiu abandonar as reuniões da Comissão Técnica Naciona...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Premium Cataract Surgery 2020» debate técnicas cirúrgicas inovadoras

A Universidade do Minho organiza, no próximo dia 18 de janeiro de 2020, a conferência «Premium Catar...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 Marta Temido anuncia reforço de 800 milhões de euros para a Saúde em 2020

Foram várias as entidades que se congratularam publicamente pelo reforço de verbas para o Serviço Na...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

55% dos doentes com doença crónica tem baixos níveis de literacia em saúde

«55% da população com doença crónica tem níveis inadequados de literacia em saúde», uma situação que...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

Lançado Instituto Virtual de Fibromialgia

Foi lançado o Instituto Virtual de Fibromialgia, MyFibromyalgia®, uma ferramenta de intervenção clín...

por Teresa Mendes | 11.12.2019

 Secretário de Estado louva o que de «bom, ótimo e excelente» se faz no HSM

No 65.º aniversário do Hospital de Santa Maria (HSM), o secretário de Estado da Saúde elogiou o que...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.