Médicos do Garcia de Orta já fizeram o dobro das horas extra permitidas por lei

por Teresa Mendes | 31.10.2019

Ordem dos Médicos escreve carta ao conselho de administração do hospital
Os chefes das equipas de urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, sem condições para garantir a qualidade dos cuidados, apelaram à intervenção da Ordem dos Médicos (OM).
Esta quarta-feira, o organismo escreveu uma carta ao conselho de administração (CA), na qual salienta que estes profissionais já ultrapassaram, em dobro, o número máximo de horas extra permitido por lei.

Na missiva dirigida ao CA do Hospital Garcia de Orta, o bastonário da OM dá conta da «profunda preocupação» com a tomada de posição dos chefes do serviço de urgência geral e dos especialistas de Medicina Interna daquele hospital, sublinhando que «os profissionais que asseguram a urgência já acumularam, em média, mais de 300 horas de trabalho extra este ano, ultrapassando em dobro o número máximo permitido por lei».

Recorde-se que os médicos escreveram à OM a manifestar a sua indignação «perante a situação crítica que vivem nos respetivos serviços», referindo que estão «no limite da capacidade de resposta» e que está «altamente comprometida a segurança do doente e a qualidade do atendimento» à população.

A Ordem dos Médicos escreveu uma carta ao conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, na qual salienta que estes profissionais já ultrapassaram, em dobro, o número máximo de horas extra permitido por lei 

«Os próprios profissionais mostram-se conscientes do risco que esta situação representa para a população», indica a OM na carta escrita à administração do Garcia de Orta, divulgada pela agência Lusa.

Este alerta surge numa altura em que a Urgência Pediátrica do Garcia de Orta funciona com constrangimentos.
O serviço esteve encerrado este fim de semana, pela terceira vez. A situação, admite a administração do hospital, deve manter-se por mais seis meses.

19tm44o
31 de Outubro de 2019
1944Pub5f19tm44o

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 Portugal tem mais de 600 novos casos de diabetes por cada 100 mil habitant...

 Nos últimos três anos (2016 a 2018) continuou a verificar-se «um número muito elevado de novos caso...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 DGS cria Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST)

A Direção-Geral da Saúde (DGS) constituiu uma Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

Centro Hospitalar de Leiria dispõe de um novo Serviço de Reumatologia

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) dispõe de um novo Serviço de Reumatologia, que visa a prestação...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

 «Quando a cabeça não tem juízo» é mote de campanha nacional contra a diabe...

«Quando a cabeça não tem juízo» é o tema da campanha digital que vai ser lançada esta quinta-feira e...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

 José Fragata diz que SNS está «à beira do abismo»

 O secretário de Estado da Saúde, António Sales, garantiu esta terça-feira, que a Saúde é «uma prior...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.