José Fragata diz que SNS está «à beira do abismo»

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 13.11.2019

António Sales garante que a Saúde é «uma prioridade desta legislatura» 
 O secretário de Estado da Saúde, António Sales, garantiu esta terça-feira, que a Saúde é «uma prioridade desta legislatura». Esta opinião não foi partilhada pelos intervenientes da Convenção Nacional de Saúde (CNS), nomeadamente por José Fragata que, na conferência inaugural, falou de um Serviço Nacional de Saúde (SNS) «à beira do abismo».

Para o médico cirurgião e vice-reitor da Universidade Nova de Lisboa, «estamos muito perto do ponto de não retorno», acrescentando que o SNS está a perder profissionais por culpa desse desinvestimento. «Sem melhorias salariais e melhores projetos» em termos de carreiras, a «diáspora médica» vai continuar, alertou, incitando a uma «atuação rápida» no sentido de inverter a situação.

«Sem melhorias salariais e melhores projetos» em termos de carreiras, a «diáspora médica» vai continuar, alertou José Fragata 

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos e chairman da CNS, disse aos presentes que «de todas as faixas etárias, e em todas as unidades de saúde que visita, o que se sente é o desespero e sofrimento ético de todos os profissionais em geral e dos médicos em particular», desafiando os políticos a fazerem um périplo como o seu, por todos os hospitais do país, para que possam ter opiniões fundamentadas na realidade e não em estatísticas que não correspondem às dificuldades que se sentem no terreno.

«É preciso cuidar de quem cuida de nós», concluiu o dirigente, enaltecendo os muitos milhares de atos médicos que se fazem em apenas 24 horas e dos quais depende a saúde dos portugueses.

Na sua intervenção, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, garantiu que o SNS «é uma prioridade desta legislatura», advertindo, contudo, que esta é «uma tarefa estrutural», que não se consegue resolver no curto prazo, devendo ser iniciada «já». 

O governante salientou ainda que este é um trabalho conjunto. «A Saúde é uma preocupação de todos», frisou, adiantando que «os objetivos só serão alcançados se fizermos esforços conjuntos e articulados entre as diversas entidades da saúde, em particular no SNS».
   
19tm46L
13 de Novembro de 2019
1946Pub4f19tm46L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Covid-19: Hospitais de campanha ficam isentos do pagamento da taxa à ERS

O Governo já decidiu: Os hospitais de campanha, criados no âmbito da resposta à epidemia por SARS-Co...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

SPEDM defende inclusão da análise à função tiroideia no rastreio da mulher...

O Grupo de Estudos da Tiroide (GET) da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolism...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Fundação Portuguesa de Cardiologia apela à demonstração de afetos virtuais 

 Campanha inserida no mês dedicado à sensibilização para as doenças do coração<br /> Fundação Portu...

25.05.2020

Governo avalia incentivos financeiros para recuperar atos médicos cancelado...

A ministra da Saúde adiantou este sábado que o Governo está a estudar incentivos financeiros que per...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Insa promove estudo sobre saúde mental e bem-estar em tempos de pandemia 

 O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a promover um estudo para avaliar o...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados 

 Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados por falta de resposta social....

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.