«Esperança» é a protagonista da nova campanha da Pulmonale

por Teresa Mendes | 15.11.2019

Associação assinala uma década de luta contra o cancro do pulmão 
O cancro do pulmão é um dos tumores malignos que mais mata. Contudo, é também um dos que mais tem beneficiado com os avanços da ciência. Por isso, «A Esperança não pára de crescer» é o mote da campanha lançada pela Pulmonale - Associação Portuguesa contra o Cancro do Pulmão, iniciativa que assinala os 10 anos de existência e de trabalho desta associação na luta contra a doença.

«Os avanços da ciência no cancro do pulmão têm sido imensos. Hoje, há novas e melhores terapias, que devolvem a esperança a quem, por força da doença, não a podia ter», destaca Isabel Magalhães, presidente da Pulmonale, num comunicado, que confirma as missões assumidas pela associação, desde a prevenção, promoção do diagnóstico precoce do cancro do pulmão, ao aconselhamento dos doentes e promoção de investigação sobre as causas e tratamento desta doença.

«A Esperança não pára de crescer» é o mote da campanha lançada pela Pulmonale - Associação Portuguesa contra o Cancro do Pulmão, iniciativa que assinala os 10 anos de existência e de trabalho desta associação na luta contra a doença

Objetivos que, realça a dirigente, «são diferentes, mas se unem através do mesmo fio condutor: ajudar a salvar vidas. É isso que se pretende com a nova campanha, que este ano tem como foco os progressos que a medicina tem feito e que permitem aumentar a qualidade e quantidade de vida dos doentes. Vivemos hoje, por isso, no tempo da “Esperança”.»

A campanha inclui para já um vídeo, onde se pode acompanhar o crescimento da «Esperança» e onde se apela, uma vez mais, ao envolvimento de todos. «A esperança não pára de crescer para quem é diagnosticado com cancro no pulmão, havendo hoje novas oportunidades no tratamento e acompanhamento destes doentes. É por isso que deixamos o apelo a todos os portugueses: envolva-se e ajude a esperança a crescer, não o cancro», acrescenta Isabel Magalhães.

Não só no Mês de Sensibilização para o Cancro do Pulmão, que se assinala em novembro, mas também muito depois deste, a mensagem vai ser repetida, em diferentes formatos e suportes, acrescenta a nota à imprensa.

A campanha tem o apoio da Merck Sharpe & Dohme, Astrazeneca, Bristol Myers Squibb, Boehringer Ingelheim, Novartis, Pfizer, Roche, Takeda, CUF e Fundação Manuel da Mota.

O vídeo pode ser visto aqui.
    
19tm46q
15 de Novembro de 2019
1946Pub6f19tm46q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.01.2020

Médicos dispõem apenas de 9 minutos diários por doente em metade das equipa...

Em metade das equipas de Cuidados Paliativos do país, os médicos apenas têm nove minutos ou menos po...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

 Entregue petição para alargamento do acesso gratuito a dispositivos de PSC...

 Os Diabét1cos, um grupo de apoio a pessoas com diabetes, entregou esta terça-feira na Assembleia da...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

 Inauguração das novas instalações da UCSP do Campo, em Valongo

Vão ser inauguradas na próxima sexta-feira, dia 17 de janeiro, as novas instalações da Unidade de Cu...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

Infarmed é um dos «pilares institucionais em saúde pública em Portugal»

«Num momento de profundas mudanças na prestação de cuidados de saúde, temos de ser capazes de dar re...

por Teresa Mendes | 12.08.2015

Receitas sem papel, mas guia de tratamento para o doente será impresso

A prescrição desmaterializada arrancou este mês em todo o País, no entanto, o Governo publica hoje u...

por Teresa Mendes | 15.01.2020

 27.º Congresso de Pneumologia do Norte decorre de 5 a 7 de março

O XXVII Congresso de Pneumologia do Norte, realizado em simultâneo com as XXXIII Jornadas Galaico-Du...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.