Tabaco é responsável por mais de uma em cada dez mortes em Portugal

por Teresa Mendes | 20.11.2019

Relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo 2019
O tabaco continua a ser uma das principais causas evitáveis de doença e de morte prematura, contribuindo para «mais de uma em cada dez mortes registadas anualmente em Portugal», revela o Relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo de 2019, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Estes são alguns dos principais conclusões que constam do documento, divulgado no Dia Mundial do Não Fumador, comemorado anualmente a 17 de novembro.

Segundo o relatório, os dados mais recentes disponíveis indicam que «1,8 milhões de residentes em Portugal, com 15 ou mais anos, eram fumadores (20%) e 1,5 milhões fumavam diariamente (16,8%)».

Sustentando-se no Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico (INSEF) 2015, o documento revela ainda que, «no grupo etário dos 25 aos 34 anos, a prevalência de consumidores, no sexo masculino, ronda os 50% e no sexo feminino os 25%».

O tabaco continua a ser uma das principais causas evitáveis de doença e de morte prematura, contribuindo para «mais de uma em cada dez mortes registadas anualmente em Portugal», revela o Relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo de 2019 

Já em 2018, e de acordo com dados recolhidos no Dia da Defesa Nacional, «60,1% dos jovens com 18 anos de ambos os sexos disseram já ter fumado e 38,3% disseram ter consumido tabaco nos últimos 30 dias, o que representa uma redução de 10,9% relativamente a 2015».

Em 2017, de acordo com estimativas elaboradas pelo Instituto para as Métricas e Avaliação em Saúde, «morreram em Portugal mais de 13 mil pessoas por doenças atribuíveis ao tabaco, das quais 10.588 homens (18,6% do total de óbitos) e 2.515 mulheres (4,4% do total de óbitos)».

Por fim, dados de 2018 mostram que «cerca de 13 mil pessoas foram atendidas no âmbito do programa de apoio intensivo à cessação tabágica».
No mesmo ano, a dispensa às farmácias de medicamentos para o tratamento do tabagismo registou um «aumento de cerca de 9,1%» relativamente ao ano anterior.

O documento pode ser consultado na íntegra aqui.
    
19tm47k
20 de Novembro de 2019
1947Pub4f19tm47k

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.