Prémio de 10 mil euros distingue investigação sobre insuficiência renal crónica

por Teresa Mendes | 29.11.2019

Candidaturas abertas até ao dia 31 de dezembro de 2019
Estão abertas as candidaturas, até ao próximo dia 31 de dezembro, ao Prémio de Investigação Anadial – SPN, um galardão na área da Nefrologia, no valor de 10 mil euros, promovido pela Associação Nacional de Centros de Diálise (Anadial) e Sociedade Portuguesa de Nefrologia (SPN).

«Este Prémio pretende incentivar à realização de trabalhos científicos que permitam estudar e diminuir a elevada incidência de doentes com insuficiência renal crónica em Portugal, sobretudo nos estádios mais avançados, e por outro lado, colmatar a ausência de investigações clínicas e estudos epidemiológicos nesta área», explica Jaime Tavares, presidente da Anadial, citado num comunicado.

«Esperamos que este Prémio, o maior na área da Nefrologia, consiga estimular a investigação científica e distinguir os investigadores portugueses que estão dedicados a encontrar resposta para os problemas que enfrentamos atualmente, com o aumento de doentes diagnosticados com insuficiência renal crónica», destaca por sua vez Aníbal Ferreira, presidente da SPN.

Estão abertas as candidaturas, até ao próximo dia 31 de dezembro, ao Prémio de Investigação Anadial – SPN, um galardão na área da Nefrologia, no valor de 10 mil euros, promovido pela Associação Nacional de Centros de Diálise (Anadial) e Sociedade Portuguesa de Nefrologia (SPN) 

O Prémio atribuído anualmente visa promover a realização de estudos clínicos e avaliações epidemiológicas na área da investigação em insuficiência renal crónica, com particular relevância para «a identificação de fatores de risco e intervenções preventivas da evolução da doença renal crónica».

Os promotores do Prémio lembram ainda que «Portugal tem uma das mais elevadas incidências da doença, com indicação para iniciar diálise, sem que exista uma explicação de carácter epidemiológico plausível».

Os interessados podem consultar o regulamento aqui.

19tm48q
29 de Novembro de 2019
1948Pub6f19tm48q

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Assistimos hoje ao assassinato premeditado do modelo USF»

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) decidiu abandonar as reuniões da Comissão Técnica Naciona...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Premium Cataract Surgery 2020» debate técnicas cirúrgicas inovadoras

A Universidade do Minho organiza, no próximo dia 18 de janeiro de 2020, a conferência «Premium Catar...

13.12.2019

 Tecnologia criada no Porto ajuda médicos a identificar nódulos pulmonares

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TE...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 Marta Temido anuncia reforço de 800 milhões de euros para a Saúde em 2020

Foram várias as entidades que se congratularam publicamente pelo reforço de verbas para o Serviço Na...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

55% dos doentes com doença crónica tem baixos níveis de literacia em saúde

«55% da população com doença crónica tem níveis inadequados de literacia em saúde», uma situação que...

por Teresa Mendes | 11.12.2019

 Secretário de Estado louva o que de «bom, ótimo e excelente» se faz no HSM

No 65.º aniversário do Hospital de Santa Maria (HSM), o secretário de Estado da Saúde elogiou o que...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.