«Dar sangue é oferecer o melhor presente do mundo»

por Teresa Mendes | 19.12.2019

Secretário de Estado da Saúde apela à dádiva de sangue 
O secretário de Estado da Saúde visitou esta quarta-feira o Centro de Sangue e Transplantação, em Lisboa.
António Lacerda Sales, que deu o exemplo com uma dádiva de sangue, apelou aos portugueses, nesta época que mais convoca à solidariedade e altruísmo, para que o façam também.

Apesar de Portugal ser autossuficiente em componentes sanguíneos, há períodos do ano em que é mais difícil manter as reservas e nas quais deve haver um reforço da mensagem de mobilização quer de dadores habituais, quer de novos dadores.
«Estamos muito satisfeitos que o senhor secretário de Estado da Saúde tenha aceite este repto de fazer uma dádiva e agradecer aos dadores que têm contribuído para esta causa», diz Maria Antónia Escoval, presidente do conselho diretivo do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), citada numa nota à Imprensa. 

«Dar sangue é oferecer o melhor presente do mundo», garante a responsável, assegurando que é um pequeno gesto que faz a diferença. 

«O mês de dezembro antecede o período em que, a par do verão, é mais difícil manter as reservas de sangue em níveis adequados», informa ainda a presidente do IPST. «O tempo frio, associado às constipações e síndromes gripais, entre outras, impedem muitos de efetuarem a sua dádiva de sangue pelo que esta é a altura indicada para o fazerem», explica.

O secretário de Estado da Saúde visitou esta quarta-feira o Centro de Sangue e Transplantação, em Lisboa. António Lacerda Sales, que deu o exemplo com uma dádiva de sangue, apelou aos portugueses, nesta época que mais convoca à solidariedade e altruísmo, para que o façam também 

Apelando para a renovação e rejuvenescimento do painel de dadores, o comunicado esclarece que uma dádiva de sangue demora aproximadamente 30 minutos e não tem contraindicações para um adulto saudável.

A dádiva poderá ser realizada nos Centros de Sangue e Transplantação de Lisboa, Porto e Coimbra, Sessões de Colheita Móvel ou Hospitais com serviço de colheita.

Saiba mais em www.ipst.pt

19tm51m
19 de Dezembro de 2019
1951Pub5f19tm51m

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

20.02.2020

Falta de médicos é «problema antigo», diz diretor clínico do HSM

O diretor clínico do Hospital de Santa Maria (HSM), Luís Pinheiro, disse esta quarta-feira aos deput...

por Teresa Mendes | 20.02.2020

Médicos defendem o fim da tortura e negligência médica a Julian Assange

Numa carta publicada no início desta semana na revista The Lancet, um grupo de médicos de 18 países...

por Teresa Mendes | 20.02.2020

 «Farmacovigilância – partilha de responsabilidade»

 No próximo dia 5 de março, o Infarmed promove uma sessão de Manhãs Informativas dedicada ao tema «F...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

Prevalência da demência em Portugal mais do que duplicará até 2050

O número de pessoas com demência em Portugal em 2050 irá atingir os 3,82% da população, o que será m...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

 Todos os países do mundo estão a falhar proteção da saúde das crianças

Não há nenhum país do mundo que esteja a proteger de forma adequada a saúde das crianças, o seu ambi...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

Eutanásia: CNEVC contra os projetos de lei de do BE, PS, PEV e PAN

Na véspera do debate sobre a eutanásia no Parlamento, o Conselho Nacional de Ética para as Ciências...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.