Batido o recorde de nascimentos dos últimos cinco anos 

por Teresa Mendes | 20.12.2019

Até final de novembro nasceram mais 230 bebés do que em 2018 
 Até final de novembro deste ano, nasceram 80.714 bebés em Portugal, mais 230 do que em igual período do ano passado, o que significa «um recorde dos últimos cinco anos», segundo informações do Programa Nacional do Rastreio Neonatal (PNRN).

Os dados do PNRN, coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (Insa), indicam ainda que em igual período de 2017, tinham sido estudados 79.377 recém-nascidos, enquanto que em 2016 foram realizados 80.400 «testes do pezinho».

O maior número de bebés rastreados verificou-se nos distritos de Lisboa e do Porto, com 24.251 e 14.494 testes efetuados, respetivamente. Por outro lado, Portalegre (565), Bragança (591) e Guarda (653) foram os distritos onde menos recém-nascidos foram estudados.

Num comunicado, divulgado esta quinta-feira, o Insa sublinha que «em 40 anos do “teste do pezinho”, mais de 3,8 milhões de recém-nascidos foram rastreados, tendo sido detetadas 2.132 crianças com doenças raras que puderam iniciar rapidamente o tratamento».

Até final de novembro deste ano, nasceram 80.714 bebés em Portugal, um recorde dos últimos cinco anos para igual período, segundo dados do Programa Nacional do Rastreio Neonatal 

Desde o arranque do programa e até ao final de 2018, «foram rastreadas 3.803.068 crianças e diagnosticados 2.132 casos, 779 dos quais de doenças metabólicas, 1.304 de hipotiroidismo congénito e 49 de fibrose quística», informa o instituto.

Recorde-se que o programa arrancou em Portugal em 1979, com o rastreio da fenilcetonuria, que tem uma prevalência em Portugal de um caso por cada 10.867 nascimentos, e dois anos mais tarde passou a incluir o hipertiroidismo congénito, com uma prevalência de um caso por cada 2.892 nascimentos.

19tm51r
20 de Dezembro de 2019
1951Pub6f19tm51r

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 27.03.2020

 Ordens da saúde pedem ao primeiro-ministro reforço da proteção dos profiss...

As ordens dos Médicos, dos Farmacêuticos e dos Enfermeiros enviaram esta quarta-feira uma carta aber...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Conselho de Escolas Médicas Portuguesas defende realização maciça de testes

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) defende o uso generalizado de máscaras pela comunid...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

ARSLVT abre 35 áreas dedicadas à Covid-19 nos cuidados saúde primários

Atendendo ao alargamento progressivo da expressão geográfica da pandemia Covid-19 em Portugal, e ten...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Apifarma cria linha de apoio financeiro para profissionais de saúde

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), em articulação com a Ordem dos Médicos...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 Internos de MGF pedem «suspensão de todos os estágios e formações hospital...

Os internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) pedem, em comunicado conjunto das associações e comis...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 «Há outras vidas a salvar», alerta Carlos Cortes

Devido ao foco na pandemia por Covid-19, os doentes oncológicos «estão a ficar para trás» e a ativid...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.