CHVNG vai reencaminhar utentes pouco urgentes para centros de saúde

por Teresa Mendes | 31.12.2019

Programa «No sítio certo a horas certas» 
A partir de dia 1 de janeiro, o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) vai implementar o programa «No sítio certo a horas certas», que consiste em reencaminhar os utentes que recorram ao Serviço de Urgência e que sejam triados com baixa prioridade para os centros de saúde.

Esta iniciativa vai permitir que os utentes que sejam triados no Serviço de Urgência com baixa prioridade, nomeadamente com pulseira azul ou verde, sejam referenciados para o centro de saúde onde terão assegurada uma consulta no mesmo dia ou no dia seguinte, consulta essa agendada pelo hospital, adianta um comunicado divulgado esta segunda-feira. Contudo, o reencaminhamento será sempre uma escolha do utente, explica o CHVNG/E.

«Este programa irá permitir uma assistência mais cuidada, direcionada e eficaz, melhorando a qualidade da resposta por parte dos prestadores de cuidados de saúde e permitindo que cada instituição possa agir em função da sua diferenciação», refere a nota à Imprensa.

A partir de dia 1 de janeiro, o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho vai implementar o programa «No sítio certo a horas certas», que consiste em reencaminhar os utentes que recorram ao Serviço de Urgência e que sejam triados com baixa prioridade para os centros de saúde 

O centro hospitalar espera uma «melhoria substancial» na satisfação dos utentes, assim como uma diminuição do número de casos não prioritários no Serviço de Urgência, que irá melhorar quer os tempos de resposta, quer a qualidade assistencial.

Simultaneamente, sustenta o hospital, criam-se condições para um aumento da literacia em saúde junto dos utentes, prevendo-se uma redução do número de «falsas urgências», cujo valor nacional ronda os 40%.

O «No sítio certo a horas certas» resulta do trabalho em rede entre o Centro CHVNG/E, o Agrupamento de Centros de Saúde (Aces) Gaia e o Aces Espinho Gaia.
Inicialmente, o programa destinar-se-á a utentes da Unidade de Saúde Familiar (USF) Afurada, USF Barão do Corvo e USF Arco do Prado, em conjunto com o Centro de Atendimento Complementar de Vilar de Andorinho.

O Aces Espinho Gaia irá arrancar com este programa na próxima semana, nomeadamente na USF Espinho e a Unidade de Cuidados Saúde Personalizados Lever/Pedemoura.

Posteriormente, será alargado a toda a rede de cuidados primários da região de Gaia e Espinho, no distrito do Porto e de Aveiro.

19tm52u
31 de Dezembro de 2019
1952Pub3f19tm52u

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 08.04.2020

 «Se a linha da frente cair, cairemos todos»

A Amnistia Internacional (AI) lançou esta terça-feira, no âmbito do Dia Mundial da Saúde, uma petiçã...

por Teresa Mendes | 08.04.2020

 Insa desenvolve estudo da diversidade genética do Covid-19 em Portugal

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a desenvolver o estudo da diversidade...

por Teresa Mendes | 08.04.2020

 Profissionais de saúde vão ter minutos, mensagens e dados móveis gratuitos

Os profissionais de saúde na linha da frente contra a pandemia vão ter benefícios nas comunicações e...

07.04.2020

«Todos Por Quem Cuida»

A Ordem dos Médicos (OM) e a Ordem dos Farmacêuticos (OF), com o apoio da Associação Portuguesa da I...

por Teresa Mendes | 06.04.2020

 SNS 24 lança Aconselhamento Psicológico a profissionais de saúde e cidadão...

Está a funcionar, desde o dia 1 de abril, a Linha de Aconselhamento Psicológico no SNS24, que conta...

por Teresa Mendes | 06.04.2020

Enfermeiros e secretários clínicos excluídos do combate ao COVID-19

A Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) acusa a Direção-Geral da Saúde (DGS) d...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.