Petição entregue na Assembleia da República com mais de 7700 assinaturas

por Teresa Mendes | 14.01.2020

Agressão a profissionais de saúde
A petição pública «Não à violência contra profissionais de saúde», lançada na semana passada por um grupo de médicos ligados à Lista A (candidata à Secção Regional do Sul da Ordem dos Médicos), foi entregue esta terça-feira na Assembleia da República. São já mais de 7700 subscritores, entre os quais o bastonário da Ordem dos Médicos e os presidentes das Secções Regionais do Norte e do Centro.

Recorde-se que, de acordo com dados da Direção-Geral da Saúde, em 2019, registaram-se cerca de mil casos e agressão a profissionais de saúde.

Para os promotores da petição, as situações de agressão verbal e física, por parte de utentes, a profissionais de saúde, pela sua frequência e gravidade, merecem proteção, nomeadamente «através de legislação especial para este tipo de violência que torne os processos mais céleres e imponha medidas punitivas mais eficazes».

Segundo os candidatos da Lista A, «os médicos e outros profissionais de saúde estão sujeitos a riscos profissionais pela exposição a agentes infeciosos potencialmente letais, pela realização de atos que podem pôr em risco a sua integridade física e psicológica e pelo desgaste psicológico e físico da profissão.

A agressão não é e nem pode ser considerada um risco profissional, até pelas características da relação médico-doente».

Para os promotores da petição, as situações de agressão verbal e física, por parte de utentes, a profissionais de saúde, pela sua frequência e gravidade, merecem proteção, nomeadamente «através de legislação especial para este tipo de violência que torne os processos mais céleres e imponha medidas punitivas mais eficazes» 

Paulo Valejo Coelho, cirurgião Maxilofacial do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, candidato da Lista A a presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos e primeiro proponente desta petição, considera que «a tutela tem de tomar medidas que efetivamente garantam as condições de trabalho e a segurança dos profissionais de saúde para que estes se possam dedicar à sua missão de prestar cuidados aos cidadãos».

A petição pode ser consultada e assinada aqui.

20tm03g
14 de Janeiro de 2020
2003Pub3f20tm03g

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.