Hospitalização domiciliária no CHULN arranca em fevereiro

por Teresa Mendes | foto de https://www.sns.gov.pt/noticias/2020/01/22 | 22.01.2020

Projeto inicia com seis camas
A partir de 3 de fevereiro, o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (CHULN) vai começar a ter doentes internados em casa, altura em que entra em funcionamento a sua Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD), prevendo que dentro de três anos, sejam tratados cerca de 1800 doentes por ano neste modelo de internamento. 

Num comunicado à Imprensa, desta terça-feira, o CHULN explica que nesta primeira fase, o projeto arranca com seis camas e uma equipa multidisciplinar que conta com «mais de uma dezena de profissionais, entre médicos, enfermeiros, assistente social, assistente técnica e operacional, número que vai crescer nas próximas fases do projecto». 

O Centro Hospitalar prevê que em junho a UHD já acompanhe 20 doentes internados em casa, estabelecendo como objetivo que «dentro de três anos este seja o maior serviço de hospitalização domiciliária do país, com 50 camas, o equivalente a uma ou duas enfermarias hospitalares, tratando cerca de 1800 doentes/ano».

O CHULN prevê que em junho a UHD já acompanhe 20 doentes internados em casa, estabelecendo como objetivo que «dentro de três anos este seja o maior serviço de hospitalização domiciliária do país» 

Esta Unidade vai funcionar sete dias por semana e 24 horas por dia, com apoio médico e de enfermagem que será tanto em permanência como em regime de prevenção. 

Todos os hospitais do SNS vão ter hospitalização domiciliária «no máximo em 2021»

Nesse mesmo dia a ministra da Saúde, esteve, de surpresa em Beja para participar na sessão «Hospitalização Domiciliária- Balanço e Desafios 2020», que decorreu no Centro Unesco. 

À margem do evento, a governante afirmou que todos os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão ter resposta de hospitalização domiciliária «no máximo em 2021».  

Vinte e cinco hospitais do SNS já têm hospitalização domiciliária, dez vão passar a ter «garantidamente» este ano e os restantes terão em 2021.

De acordo com a governante, citada pelo Portal do SNS, o objetivo do Governo é que «a hospitalização domiciliária como resposta seja uma realidade em todos os hospitais» do SNS, frisou, referindo que, «depois, há especificidades que resultam da própria vocação do hospital», como são os casos dos institutos de Oncologia e dos hospitais especializados, nomeadamente os psiquiátricos.

Na sessão, em Beja, foram assinados protocolos de compromisso com 18 instituições de saúde para implementação deste tipo de respostas.

20tm04i
22 de Janeiro de 2020
2004Pub4f20tm04i

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 27.03.2020

 Ordens da saúde pedem ao primeiro-ministro reforço da proteção dos profiss...

As ordens dos Médicos, dos Farmacêuticos e dos Enfermeiros enviaram esta quarta-feira uma carta aber...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

ARSLVT abre 35 áreas dedicadas à Covid-19 nos cuidados saúde primários

Atendendo ao alargamento progressivo da expressão geográfica da pandemia Covid-19 em Portugal, e ten...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Apifarma cria linha de apoio financeiro para profissionais de saúde

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), em articulação com a Ordem dos Médicos...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 Internos de MGF pedem «suspensão de todos os estágios e formações hospital...

Os internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) pedem, em comunicado conjunto das associações e comis...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 «Há outras vidas a salvar», alerta Carlos Cortes

Devido ao foco na pandemia por Covid-19, os doentes oncológicos «estão a ficar para trás» e a ativid...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

«Continuaremos a apelar, a implorar, a exigir a generalização dos testes»

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) critica a atuação do Governo e vem mais uma vez defender,...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.