«Não existem dúvidas de que os cigarros eletrónicos fazem mal à saúde»

por Teresa Mendes | 27.01.2020

OMS reforça mensagem num documento com perguntas e respostas
Para a Organização Mundial de Saúde (OM), «não existem dúvidas de que os cigarros eletrónicos fazem mal à saúde», considerando, no entanto que «ainda é muito cedo para ter uma resposta clara sobre as consequências a longo prazo».

Num documento com perguntas e respostas sobre cigarros eletrónicas, publicado esta sexta-feira, a OMS reforça a mensagem de que estes são «particularmente perigosos para adolescentes», uma vez que «a nicotina é muito viciante e os cérebros dos jovens não estão completamente desenvolvidos» até por volta de 25 anos de idade. 

A OMS alerta ainda para o seu uso por parte de grávidas, declarando que «existem riscos significativos para as mulheres grávidas, porque pode alterar o desenvolvimento do feto». 

Para a Organização Mundial de Saúde (OM), «não existem dúvidas» de que os cigarros eletrónicos «fazem mal à saúde», considerando, no entanto que «ainda é muito cedo para ter uma resposta clara sobre as consequências a longo prazo»

A organização diz ainda, numa alusão aos fumadores passivos, que os cigarros eletrónicos «colocam em risco os seus consumidores e aqueles que não os usam».
O «vaping» também aumenta o risco de se contrair doenças cardíacas ou de se ser vítima de complicações pulmonares, acrescenta o documento.

A OMS exige que o uso de cigarros eletrónicos seja supervisionado e que seja proibida a venda a jovens e o uso em locais de trabalho confinados, mas também em espaços públicos.

O documento com as perguntas e respostas pode ser consultado aqui, na íntegra.

20tm05a
27 de Janeiro de 2020
2005Pub2f20tm05a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 27.03.2020

 Ordens da saúde pedem ao primeiro-ministro reforço da proteção dos profiss...

As ordens dos Médicos, dos Farmacêuticos e dos Enfermeiros enviaram esta quarta-feira uma carta aber...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Conselho de Escolas Médicas Portuguesas defende realização maciça de testes

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) defende o uso generalizado de máscaras pela comunid...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

ARSLVT abre 35 áreas dedicadas à Covid-19 nos cuidados saúde primários

Atendendo ao alargamento progressivo da expressão geográfica da pandemia Covid-19 em Portugal, e ten...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Apifarma cria linha de apoio financeiro para profissionais de saúde

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), em articulação com a Ordem dos Médicos...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 Internos de MGF pedem «suspensão de todos os estágios e formações hospital...

Os internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) pedem, em comunicado conjunto das associações e comis...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 «Há outras vidas a salvar», alerta Carlos Cortes

Devido ao foco na pandemia por Covid-19, os doentes oncológicos «estão a ficar para trás» e a ativid...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.