«Nunca houve tão poucos doentes à espera de uma consulta hospitalar»

por Teresa Mendes | foto de "DR" https://www.portugal.gov.pt/ | 10.02.2020

Lista de espera para primeiras consultas hospitalares baixou 40%
As listas de espera para primeiras consultas nos hospitais portugueses, de utentes que estavam à espera há mais de um ano, tiveram uma redução de 40% em 2019, segundo dados provisórios divulgados esta sexta-feira pela ministra da Saúde, na inauguração do Bloco Operatório Central e Bloco de Partos do Hospital de Santarém.

«Nunca houve tão poucos doentes à espera de uma consulta hospitalar como no ano de 2019», afirmou Marta Temido, citada no Portal do Governo, avançando que as listas de pessoas à espera de uma consulta há mais de um ano diminuíram 40%.

Também presente na inauguração, o primeiro-ministro afirmou que o Estado reduziu, em 2019, a divida do Serviço Nacional de Saúde em 550 milhões de euros, e até ao próximo mês serão saldados mais 200 milhões.
«Entrámos este ano com a menor dimensão de pagamentos em atraso», acrescentou.

António Costa sublinhou que «o maior reforço de sempre de dotação no Orçamento do Estado» permite ao SNS ter condições como há muito não existiam, acrescentando que «o fundamental agora é transformar esses 941 milhões de euros de dotação em qualidade do serviço prestado» aos utentes, criando «melhores condições para atrair e motivar os profissionais, melhores condições de instalações, melhores condições de equipamentos».

O primeiro-ministro afirmou que o Estado reduziu, em 2019, a divida do Serviço Nacional de Saúde em 550 milhões de euros, e até ao próximo mês serão saldados mais 200 milhões 

A requalificação destas duas unidades do Hospital de Santarém representa um investimento total de cerca de 6,5 milhões de euros, dos quais 4,1 milhões em obras e 2,4 milhões em equipamentos.

Este investimento irá permitir «reforçar a capacidade de resposta da unidade, nomeadamente das intervenções cirúrgicas e do número de partos», destaca ainda a nota à Imprensa.

Teresa Mendes

20tm07a
10 de Fevereiro de 2020
2007Pub2f20tm07a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 27.03.2020

 Ordens da saúde pedem ao primeiro-ministro reforço da proteção dos profiss...

As ordens dos Médicos, dos Farmacêuticos e dos Enfermeiros enviaram esta quarta-feira uma carta aber...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

ARSLVT abre 35 áreas dedicadas à Covid-19 nos cuidados saúde primários

Atendendo ao alargamento progressivo da expressão geográfica da pandemia Covid-19 em Portugal, e ten...

por Teresa Mendes | 27.03.2020

Apifarma cria linha de apoio financeiro para profissionais de saúde

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), em articulação com a Ordem dos Médicos...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 Internos de MGF pedem «suspensão de todos os estágios e formações hospital...

Os internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) pedem, em comunicado conjunto das associações e comis...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

 «Há outras vidas a salvar», alerta Carlos Cortes

Devido ao foco na pandemia por Covid-19, os doentes oncológicos «estão a ficar para trás» e a ativid...

por Teresa Mendes | 26.03.2020

«Continuaremos a apelar, a implorar, a exigir a generalização dos testes»

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) critica a atuação do Governo e vem mais uma vez defender,...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.