VIII Congresso Científico ANL debate preocupações da Medicina Laboratorial

por Teresa Mendes | 13.02.2020

Nos dias 29 e 30 de maio, no Centro de Congresso de S. Rafael, Algarve 
Vai decorrer, nos dias 29 e 30 de maio, no Centro de Congresso de S. Rafael, no Algarve, o VIII Congresso Científico da Associação Nacional de Laboratórios Clínicos (ANL), uma reunião transversal a todas as especialidades da Medicina Laboratorial, na qual serão abordadas questões relacionadas com política e gestão e discutidas as principais inovações no âmbito científico. 

«Gestão pública versus gestão privada, desmaterialização da prescrição médica, o aumento da eficácia da resposta em estudos microbiológicos, deteção e classificação de células, doenças autoimunes e anemias (prevalência e diagnóstico)» são, de acordo com Manuel Carvalho, presidente da Comissão Científica do congresso, citado num comunicado, alguns dos temas que preenchem o programa destes dois dias.

A área da Medicina Laboratorial não escapa aos constrangimentos financeiros do Serviço Nacional de Saúde e, segundo Nuno Saraiva, presidente da ANL, «os preços de referência nem sequer acompanhando os índices de inflação – durante muitos anos, sofreram cortes substanciais (na ordem dos 20%) aquando do período da Troika». 

Vai decorrer, nos dias 29 e 30 de maio, no Centro de Congresso de S. Rafael, no Algarve, o VIII Congresso Científico da Associação Nacional de Laboratórios Clínicos, uma reunião transversal a todas as especialidades da Medicina Laboratorial 

«Ora, poderia pensar-se que, após a retoma, a normalização da política de preços (em alta) ocorresse. Porém, ao contrário do que seria expectável, não só tal não ocorreu, como nos continuou a ser pedido um esforço de redução de preço (a acrescer ao que já havia ocorrido), vigorando à data um "desconto" de 3%"», salienta o responsável, acrescentando ainda o «incremento de custos estruturais, como sejam valores de rendas e de imóveis». 

«Tudo isto gera aquilo que se pode chamar de tempestade perfeita, que afeta inevitavelmente a sustentabilidade (ou falta dela) de operadores do setor e do próprio setor», descreve Nuno Saraiva, acrescentando que, «naturalmente, o maior penalizado é o utente dos serviços de saúde».

«O investimento no diagnóstico atempado permitirá uma intervenção mais célere na prevenção da doença» Quanto à importância do diagnóstico, na opinião do presidente da ANL, é urgente «fazer uma planificação de gestão dos recursos afetos ao sector a médio/longo prazo, pois o investimento no diagnóstico atempado permitirá uma intervenção mais célere na prevenção da doença e, inevitavelmente, na poupança com a despesa, a jusante, com o tratamento da mesma».

No futuro, defendo o dirigente, «deveria haver um valor percentual relativo superior para o diagnóstico e inferior com o tratamento, em que a soma da despesa com os dois fosse inferior ao total atual e em que houvesse menos doença e mais saúde».

Consulte aqui o programa científico do congresso.

As regras para submissão de abstracts estão disponíveis aqui


As inscrições são limitadas e deverão ser feitas exclusivamente on-line através do seguinte formulário.

Todas as informações no site oficial do evento.

20tm07p
13 de Fevereiro de 2020
2007Pub5f20tm07p

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 19.02.2020

Cuidados paliativos de qualidade são «um “luxo” ao alcance de poucos em Por...

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) lamenta que a estratégia proposta nos projetos...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

Prevalência da demência em Portugal mais do que duplicará até 2050

O número de pessoas com demência em Portugal em 2050 irá atingir os 3,82% da população, o que será m...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

 Todos os países do mundo estão a falhar proteção da saúde das crianças

Não há nenhum país do mundo que esteja a proteger de forma adequada a saúde das crianças, o seu ambi...

por Teresa Mendes | 19.02.2020

Eutanásia: CNEVC contra os projetos de lei de do BE, PS, PEV e PAN

Na véspera do debate sobre a eutanásia no Parlamento, o Conselho Nacional de Ética para as Ciências...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

USF da Alta de Lisboa e Alto dos Moinhos concluídas dentro de ano e meio

A ministra da Saúde lançou esta segunda-feira a primeira pedra das novas unidades de saúde familiar...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

 Eutanásia «viola a relação médico-doente», reafirma Miguel Guimarães

A Ordem dos Médicos (OM) voltou esta segunda-feira a manifestar-se contra a prática da eutanásia, ar...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.