Trabalho nas juntas médicas pode comprometer resposta ao coronavírus

por Teresa Mendes | 14.02.2020

Organizações médicas criticam «desconsideração da ministra»
Ordem dos Médicos, sindicatos e Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública estão preocupados com a falta de resposta de Marta Temido ao pedido de reunião urgente feito há um mês sobre o surto de coronavírus.
É «uma desconsideração particularmente grave e incompreensível», salientam num comunicado.

Perante a ausência de resposta por parte da ministra da Saúde ao pedido de reunião feito na Reunião do Fórum Médico de Saúde Pública, «as organizações médicas da Saúde Pública reuniram novamente em fórum médico», informa a nota à Imprensa.

Estas entidades alertam que «a atual ocupação de mais de metade do horário de trabalho dos médicos de Saúde Pública que exercem funções de Autoridade de Saúde, com Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade, pode comprometer, com gravidade, a preparação e resposta ao surto pelo novo coronavírus», reafirmando que «urge repensar o sistema das Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade, libertando os médicos de Saúde Pública e as Autoridades de Saúde para funções de proteção da saúde da população e de obtenção de ganhos em saúde, materializando uma das diversas propostas já apresentadas ao Governo».

Ordem dos Médicos, sindicatos e Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública estão preocupados com a falta de resposta de Marta Temido ao pedido de reunião urgente feito há um mês sobre o surto de coronavírus. É «uma desconsideração particularmente grave e incompreensível», salientam num comunicado

No comunicado, os responsáveis salientam ainda que irão «solicitar reunião ao Senhor Primeiro Ministro, com carácter de urgência, contactar a Comissão Parlamentar de Saúde, os Grupos Parlamentares e Deputados Únicos, solicitando reunião, reiterar a recomendação aos colegas que solicitem a exoneração, ou não aceitem ser nomeados como membros de Junta Médica de Avaliação de Incapacidade e agendar reuniões regionais com os médicos de Saúde Pública».

20tm07s
14 de Fevereiro de 2020
2007Pub6f20tm07s

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 31.03.2020

Financiamento do SNS «continua a ser insuficiente», diz TC

 O financiamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS) «continua a ser insuficiente, suscitando um esfo...

por Teresa Mendes | 31.03.2020

 «Não há só Covid no Serviço Nacional de Saúde»

 A ministra da Saúde disse esta segunda-feira que, desde início e até meados de março, a procura nas...

por Teresa Mendes | 31.03.2020

Já são mais de 200 os médicos infetados com Covid-19 em Portugal

O secretário de Estado da Saúde adiantou esta segunda-feira que há 853 profissionais de saúde, em Po...

por Teresa Mendes | 30.03.2020

 «Existe um pedido excessivo de análises de “rotina”» em Portugal

Um estudo liderado por seis investigadoras, publicado na mais recente edição da Acta Médica Portugue...

por Teresa Mendes | 30.03.2020

Pedido o reforço dos meios de proteção individual, dos testes e das condiçõ...

Oitenta profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e administradores hospitalares, pediram e...

por Teresa Mendes | 30.03.2020

Covid-19: Investigadores continuam sem acesso aos dados anonimizados em Por...

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) alerta que, apesar de o primeiro-ministro ter anunc...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.