SIM diz que Plano de Contingência é um «ato falhado»

por Teresa Mendes | 12.03.2020

«Não temos como duplicar o número de médicos», alerta o sindicato
Os sindicatos médicos criticam a forma de atuação do Governo na gestão da pandemia por Covid-19.
O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) diz mesmo que o Plano de Contingência divulgado recentemente é «um ato falhado» e que se assiste «mais a medidas reativas do que a proativas».

«A divulgação de um indevidamente chamado Plano de Contingência Nacional foi um ato falhado, pois na prática não é mais que um esboço, deixando muita coisa em aberto, com a desculpa de a resposta ter de ser dinâmica e ajustada dia a dia», lê-se num comunicado publicado esta quarta-feira no site do SIM.

Esta estrutura sindical lamenta ainda que as medidas que estão agora a ser tomadas sejam tardias: «Apesar de todos os nossos alertas e pedidos só esta semana foi permitida a alocação de todos os médicos de Saúde Publica ao combate da COVID-19 com a suspensão das Juntas Médicas de Avaliação de Incapacidade e apenas hoje [dia 11 de março] é publicado um despacho a autorizar o reforço de 20% dos stocks entre os quais de equipamento individual de proteção, de desinfeção e de diagnóstico (reagentes para testes), que poderão já estar esgotados nos fornecedores ou não estar disponíveis em tempo útil.»

«Não temos como duplicar o número de médicos»

O SIM manifesta ainda a sua preocupação com declarações que pretendem ser tranquilizadoras e de evidência de eficácia das autoridades. «Assiste-se mais a medidas reativas do que a proativas», diz o sindicato, alertando que «não temos 2000 camas para internamento disponíveis, mesmo adiando já toda a atividade assistencial programada, não temos 300 camas de cuidados intensivos disponíveis, e não temos como duplicar o número de médicos, mesmo com a já conhecida adesão de grande número de médicos que atualmente estão fora do SNS».

«Não temos 2000 camas para internamento disponíveis, mesmo adiando já toda a atividade assistencial programada, não temos 300 camas de cuidados intensivos disponíveis, e não temos como duplicar o número de médicos», alerta o SIM

O SIM exige ainda que, nesta fase da pandemia, «o alargamento dos locais de execução e uma maior celeridade na realização de testes de confirmação, e que estes possam ser solicitados por especialistas nas matérias mediante avaliação clínica (Medicina Interna e de Infecciologia, por exemplo) com dispensa de validação para a sua execução por uma linha de apoio ao médico (LAM)».

Fnam diz que HSM não isola profissionais

Neste mesmo dia, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) emitiu um comunicado a dizer que teve conhecimento de que o Hospital de Santa Maria (HSM), em Lisboa, «pretende não colocar em isolamento os profissionais de saúde que tiveram contacto direto com os casos diagnosticados com COVID-19» e «pretende que se mantenham ao trabalho, com máscara».

Na opinião do sindicato, «trata-se de um comportamento inaceitável por parte de um dos maiores hospitais do país, que se designa como hospital de referência», defendendo que «qualquer cidadão em situação de contacto direto com caso diagnosticado com o COVID-19 tem indicação de permanecer em quarentena».

«É uma atitude que desrespeita os direitos dos profissionais de saúde e de risco para a população e desrespeita as recomendações da DGS e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC)», conclui a nota à Imprensa.

20tm11n
12 de Janeiro de 2020
2011Pub4f20tm11n

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Médicos de saúde pública defendem contratação «urgente» de mais profissiona...

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública (ANMSP) defendeu esta quinta-feira...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.