Covid-19: Investigadores continuam sem acesso aos dados anonimizados em Portugal

por Teresa Mendes | 30.03.2020

Comunicado do Conselho de Escolas Médicas Portuguesas reforça pedido
O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) alerta que, apesar de o primeiro-ministro ter anunciado a libertação de todos os dados anonimizados sobre os doentes suspeitos de Covid-19, de forma a permitir o acesso livre por todas as equipas de investigação, tal não se concretizou.

«Os investigadores continuam sem acesso aos dados necessários», lamenta aquele Conselho.
Num comunicado divulgado este sábado, o CEMP volta a lembrar que a disponibilização e análise independente dos dados dos doentes suspeitos de infeção Covid‐19 «é fundamental para melhorar a qualidade de cuidados de saúde prestados».

«Os investigadores continuam sem acesso aos dados necessários», lamenta o CEMP 

E são vários os motivos apresentados pelo CEMP, desde «a produção de conhecimento de modo a ser capaz de responder a questões de interesse clínico no que respeita à abordagem dos doentes Covid‐19»; a «produção de conhecimento de modo a informar as políticas e decisões em saúde»; o «auxílio aos profissionais que estão no terreno – e.g., delegados de saúde – nomeadamente, em aspetos que vão desde a recolha à análise de informação relativa aos doentes Covid‐19, contribuindo para minorar as dificuldades na gestão destes pacientes»; e ainda a «transparência e subsequente aumento da confiança dos cidadãos nas instituições», considerando que «a disponibilização dos dados, a cientistas e académicos independentes, constitui um ato de transparência que contribui para mitigar eventuais desconfianças em relação aos dados oficiais apresentados pela Direcção‐Geral da Saúde (DGS)».

Por tudo isso, o CEMP «insiste na necessidade de disponibilização dos dados de doentes suspeitos de infeção Covid‐19 por parte das entidades responsáveis – com especial destaque para a DGS». 

O CEMP está também convencido que «o país tem, nas suas escolas médicas, os investigadores capazes e motivados para produzir conhecimento útil ao combate à pandemia Covid‐19», lê-se no comunicado disponível aqui.
    
20tm14d
30 de Março de 2020
2014Pub2f20tm14d
    
Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Publicadas as recomendações de cada especialidade para a retoma assistencia...

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) solicitou às direções dos colégios de especialidade a elabora...

22.05.2020

Ordem dos Médicos contra voos com lotação completa a partir de junho

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) está conta a decisão, que diz ser «política», de voltar a ter...

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Médicos e doentes alertam para impactos no agravamento da obesidade

Na véspera do Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade, que se assinala amanhã, 23 de maio, especiali...

por Teresa Mendes | 21.05.2020

SICAD promove ciclo de videoconferências

No âmbito do ciclo de videoconferências dedicado a temas atuais na área dos comportamentos aditivos...

21.05.2020

Mais de 3200 profissionais de saúde infetados

Mais de 3200 profissionais de saúde já foram infetados com Covid-19, um terço dos quais são enfermei...

21.05.2020

«SNS passou por um dos piores testes de que há memória», diz Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido sublinhou esta quarta-feira, numa audição na Comissão Parlamentar...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.