Líderes mundiais do plasma unidos no desenvolvimento de terapêutica contra a Covid-19

por Teresa Mendes | 08.04.2020

Investigação de imunoglobulina policlonal hiperimune anti-SARS-CoV-2
Várias empresas do sector farmacêutico e terapêutico, a nível internacional, juntaram-se para desenvolver um tratamento para a Covid-19, que passa por recolher plasma de pessoas que tenham contraído a doença e estejam totalmente recuperadas.

Num comunicado, divulgado esta terça-feira, é anunciado que as empresas Biotest, BPL, LFB e Octapharma se uniram à Aliança que já existia entre a CSL Behring e a Takeda, com o intuito de «desenvolver uma terapêutica derivada do plasma para o tratamento da Covid-19».

«A Aliança inicia-se de imediato com a investigação de uma imunoglobulina policlonal hiperimune anti-SARS-CoV-2 com potencial para tratar as complicações graves derivadas da Covid-19», lê-se na nota à Imprensa. 

«Este esforço visa acelerar o desenvolvimento de uma opção terapêutica segura, escalável e sustentável para que os cuidadores possam tratar todos os doentes que sofrem com o impacto da Covid-19», afirma Bill Mezzanotte, vice-presidente executivo e diretor do departamento de Investigação e desenvolvimento da CSL Behring, citado no comunicado.

O responsável informa ainda que «além de reunir os recursos da indústria», a Aliança estará igualmente «em sintonia com os esforços desenvolvidos por entidades académicas e Governo», atuando, sempre que possível, «como uma Aliança única, inclusive no desenvolvimento de atividades importantes como os ensaios clínicos». 

«Este panorama sem precedentes exige uma atuação reforçada», reforça por sua vez Julie Kim, presidente da Unidade de Negócio de Terapêuticas Derivadas do Plasma da japonesa Takeda. 

Várias empresas do setor farmacêutico e terapêutico, a nível internacional, juntaram-se para desenvolver um tratamento para a Covid-19, que passa por recolher plasma de pessoas que tenham contraído a doença e estejam totalmente recuperadas 

«Ao colaborar e unir os recursos da indústria podemos acelerar o lançamento no mercado de uma terapêutica potencial [contra a Covid-19], bem como aumentar o potencial da sua distribuição», diz Julie Kim, que convida outras empresas e instituições ligadas ao plasma para se «juntar e apoiar esta Aliança».

Esta colaboração irá capitalizar a experiência e o trabalho de vanguarda que estas empresas já têm em curso, sendo que «os especialistas que integram a Aliança começarão de imediato a colaborar em aspetos tão importantes como a recolha de plasma, desenvolvimento de ensaios clínicos e fabrico», informa a nota.

O desenvolvimento de uma terapêutica hiperimune exigirá a doação de plasma de muitos indivíduos que já tenham recuperado totalmente da Covid-19 e cujo sangue contenha anticorpos capazes de combater o novo coronavírus.
 
Uma vez coletado, o plasma «convalescente» é transportado para as instalações de fabrico destas empresas, nas quais é submetido a processos patenteados – entre os quais processos eficazes de inativação e eliminação de vírus – para purificação do produto.
    
20tm15L
08 de Abril de 2020
2015Pub4f20tm15L
    
Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Publicadas as recomendações de cada especialidade para a retoma assistencia...

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) solicitou às direções dos colégios de especialidade a elabora...

22.05.2020

Ordem dos Médicos contra voos com lotação completa a partir de junho

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) está conta a decisão, que diz ser «política», de voltar a ter...

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Médicos e doentes alertam para impactos no agravamento da obesidade

Na véspera do Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade, que se assinala amanhã, 23 de maio, especiali...

por Teresa Mendes | 21.05.2020

SICAD promove ciclo de videoconferências

No âmbito do ciclo de videoconferências dedicado a temas atuais na área dos comportamentos aditivos...

21.05.2020

Mais de 3200 profissionais de saúde infetados

Mais de 3200 profissionais de saúde já foram infetados com Covid-19, um terço dos quais são enfermei...

21.05.2020

«SNS passou por um dos piores testes de que há memória», diz Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido sublinhou esta quarta-feira, numa audição na Comissão Parlamentar...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.