Médicos especialistas em cuidados intensivos podem não ser suficientes

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 09.04.2020

Solução pode passar por formar especialistas de outras áreas, diz João Gouveia
O recém-nomeado presidente da Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva para a Covid-19 (CARNMIC), João Gouveia, assumiu, esta quarta-feira, que poderão faltar médicos especializados em cuidados intensivos para o número de equipamentos adquiridos. A formação de especialistas de outras áreas pode ser uma solução.

Durante a conferência de Imprensa de atualização da situação pandemia em Portugal, o responsável evidenciou que «a resposta da Medicina Intensiva tem sido excelente». Contudo, alertou para as carências existentes.
 
«Podemos chegar a um ponto em que não temos recursos humanos suficientes para os recursos materiais que estamos a instalar.
À partida, existe uma carência de Medicina Intensiva a nível nacional.

Segundo números de 2016/17, tínhamos 6,4 camas por 100 mil habitantes, menos de metade do que tinha a Itália.

O recém-nomeado presidente da Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva para a Covid-19, João Gouveia, assumiu que poderão faltar médicos especializados em cuidados intensivos para o número de equipamentos adquiridos 

Hoje em dia, a situação é melhor.
Temos mais de 260 médicos especialistas em Medicina Intensiva e temos condições de fazer formação a outros profissionais para, trabalhando sob a coordenação de especialistas em Medicina Intensiva, conseguirem tratar todos os doentes que consigamos colocar em ventilação invasiva», explicou o presidente da CARNMIC.

Para que isso aconteça é preciso, como salientou João Gouveia, haver «coordenação, funcionamento em rede e respeito pela hierarquia» definida.
«Portanto, podemos não ter em número individual de médicos intensivistas suficientes para poder tratar todos os doentes, mas está pensada toda uma estrutura que permite o seu tratamento adequado», reforçou o responsável.

O despacho que criou a CARNMI e nomeou João Gouveia tem a data de 4 de abril e foi publicado esta quarta-feira no Diário da Republica.

De acordo com o diploma, a CARNMI tem como missão «acompanhar e avaliar a implementação dos planos de contingência nacionais, regionais e locais, para as respostas de medicina intensiva à pandemia Covid-19»; «acompanhar e avaliar a implementação da Norma n.º 5/2020, de 26 de março, da Direção-Geral da Saúde» e «propor as medidas necessárias para ultrapassar situações imprevistas no âmbito da resposta em medicina intensiva para a Covid-19».
    
20tm15m
09 de Abril de 2020
2015Pub5f20tm15m
    
Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.