DGS admite uso generalizado de máscaras em espaços fechados

por Teresa Mendes | 14.04.2020

Medida aprovada invoca «princípio da precaução em Saúde Pública»
 Em linha com as recomendações da Organização Mundial da Saúde e Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (CEPCD), a Direção-Geral de Saúde (DGS) decidiu aplicar o «princípio da precaução em Saúde Pública», considerando «o uso de máscaras por todas as pessoas que permaneçam em espaços interiores fechados com múltiplas pessoas».

Numa informação publicada esta segunda-feira no site da DGS é salientado que, a partir de agora, e «face à ausência de efeitos adversos associados ao uso de máscara», deve ser considerada a utilização de máscaras por qualquer pessoa em espaços interiores fechados com múltiplas pessoas, nomeadamente em supermercados, farmácias, lojas ou estabelecimentos comerciais, transportes públicos, etc. 

Contudo, o organismo alerta que o uso de máscaras na comunidade constitui «uma medida adicional de proteção», pelo que «não dispensa a adesão às regras de distanciamento social, de etiqueta respiratória, de higiene das mãos e a utilização de barreiras físicas, tendo de ser garantida a sua utilização adequada».
 
Segundo o CEPCD, não existe evidência científica direta que permita emitir uma recomendação a favor ou contra a utilização de máscaras não cirúrgicas ou comunitárias, pela população, salienta a informação, acrescentando a DGS que, «por forma a garantir a priorização adequada da utilização de máscaras cirúrgicas, as máscaras não cirúrgicas (comunitárias ou de uso social) podem ser consideradas para uso comunitário nas situações identificadas».

O documento assinado pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, diz ainda que a DGS e o Infarmed, em conjunto com a ASAE, o IPQ e o CITEVE e diversos peritos «estão a concluir a definição das especificações técnicas das máscaras não cirúrgicas, comunitárias ou de uso solidário, e os seus mecanismos de certificação» 

O documento assinado pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, diz ainda que a DGS e o Infarmed, em conjunto com a ASAE, o IPQ e o CITEVE e diversos peritos «estão a concluir a definição das especificações técnicas das máscaras não cirúrgicas, comunitárias ou de uso solidário, e os seus mecanismos de certificação». 

Nesse mesmo dia, na conferência de imprensa diária, a ministra da Saúde, Marta Temido, salientou que a questão das máscaras está «completamente alinhada» com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, que no dia 8 de abril apresentou um conjunto de argumentos sobre o uso deste equipamento.

A ministra ressalvou ainda que as máscaras sociais, que podem ser feitas de algodão ou de outro tecido têxtil, vão ser generalizadas à população quando o país regressar à normalidade.
    
20tm16f
14 de Abril de 2020
2016Pub3f20tm16f
    
Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Covid-19: Hospitais de campanha ficam isentos do pagamento da taxa à ERS

O Governo já decidiu: Os hospitais de campanha, criados no âmbito da resposta à epidemia por SARS-Co...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

SPEDM defende inclusão da análise à função tiroideia no rastreio da mulher...

O Grupo de Estudos da Tiroide (GET) da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolism...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Fundação Portuguesa de Cardiologia apela à demonstração de afetos virtuais 

 Campanha inserida no mês dedicado à sensibilização para as doenças do coração<br /> Fundação Portu...

25.05.2020

Governo avalia incentivos financeiros para recuperar atos médicos cancelado...

A ministra da Saúde adiantou este sábado que o Governo está a estudar incentivos financeiros que per...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Insa promove estudo sobre saúde mental e bem-estar em tempos de pandemia 

 O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a promover um estudo para avaliar o...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados 

 Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados por falta de resposta social....

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Publicadas as recomendações de cada especialidade para a retoma assistencia...

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) solicitou às direções dos colégios de especialidade a elabora...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.