Sistema de vigilância da gripe sazonal vai ser alargado ao novo coronavírus

por Teresa Mendes | 30.04.2020

Existe a possibilidade de que no  inverno tenhamos em circulação os dois vírus
O sistema de vigilância sentinela da gripe sazonal vai ser alargado à Covid-19 para «conhecer com detalhe» o que se vai passar na população portuguesa com a coexistência dos dois vírus, revelou esta quarta-feira à Lusa o epidemiologista Carlos Dias.

Como é sabido, desde 1990 que a Rede Médicos-Sentinela, um sistema de observação baseado nos cuidados de saúde primários, faz a vigilância epidemiológica da gripe, sendo agora o objetivo «adaptá-la ao novo coronavírus SARS-Cov2», adiantou o coordenador do Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (Insa).

«Esse é um aspeto muito importante que está a ser preparado desde já» porque são «duas doenças que têm uma expressão respiratória óbvia, em termos de sinais, de sintomas, a tosse, febre, dificuldade respiratória, etc.», referiu Carlos Dias.

Como tal, quando existem «sistemas que vão recolhendo dados sobre pessoas com estas queixas convém destrinçar que agente está envolvido e convém fazê-lo o mais precocemente possível», considera o epidemiologista.

O sistema de vigilância sentinela da gripe sazonal vai ser alargado à Covid-19 para «conhecer com detalhe» o que se vai passar na população portuguesa com a coexistência dos dois vírus 

«Estamos no final da época gripal 2019/2020, mas é conveniente desde já preparar a próxima época de gripe porque existe a possibilidade, não negligenciável, de que no próximo inverno tenhamos em Portugal, na Europa e no mundo a circulação desses dois vírus, ou seja, ao mesmo tempo podemos ser infetados pelo vírus da gripe sazonal e pelo vírus que causa a Covid», salientou Carlos Dias, lembrando que «a gripe sazonal tem épocas em que o vírus é pouco agressivo, mas tem outras em que é mais agressivo».

O vírus que causa a doença Covid-19, apesar de já ter sofrido algumas mutações, não tem evidência ainda de que essas mutações tenham resultado em formas menos agressivas da sua infeção.

Como tal, o coordenador do Departamento de Epidemiologia do Insa defende que «o país tem de se preparar desde já» com sistemas de informação para que «até a próxima época de gripe» e durante toda a época se possa «conhecer com detalhe e com um atraso mínimo o que é que se vai passar na população portuguesa quanto à coexistência deste dois vírus».

20tm18P
2018Pub5f20tm18P
30 de Abril de 2020

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.