Sociedades científicas alertam para impacto da Covid-19 no prognóstico do AVC

por Teresa Mendes | 30.04.2020

«Principal preocupação» é a «chegada tardia dos doentes» aos hospitais
Num alerta conjunto, as principais entidades científicas nacionais dedicadas ao acidente vascular cerebral (AVC) sensibilizam profissionais de saúde, população em geral e entidades competentes para o impacto «potencialmente dramático» na mortalidade e no estado funcional dos doentes com AVC em plena pandemia de Covid-19. 

Os vários profissionais dedicados à área da doença vascular cerebral têm como «principal preocupação», a «chegada tardia dos doentes aos centros de tratamento de AVC durante a pandemia Covid-19», salienta um comunicado divulgado esta terça-feira.

Citando um inquérito nacional que revelou que a afluência de doentes aos Serviços de Urgência e Unidades de AVC foi significativamente afetada, a Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPACV) mostra-se «preocupada com o impacto potencialmente dramático que este facto terá nas taxas de mortalidade global do nosso país, bem como no estado funcional dos doentes com AVC», refere Vítor Tedim Cruz, da Direção da SPAVC, citado na nota à Imprensa.

Para combater esta tendência, «os doentes com AVC não devem recear recorrer aos Serviços de Urgência durante o período de pandemia Covid-19», sublinha, por seu turno, Miguel Rodrigues, em representação Sociedade Portuguesa de Neurologia (SPN), «porque os hospitais têm circuitos diferentes para os doentes com e sem sintomas da Covid-19», justifica.

Os vários profissionais dedicados à área da doença vascular cerebral têm como «principal preocupação», a «chegada tardia dos doentes aos centros de tratamento de AVC durante a pandemia Covid-19»

Se é verdade que, neste momento, deve ser reforçada junto da população a importância do confinamento, é igualmente premente lembrar que o 112 deve ser ativado «sempre que for identificado um dos sinais de alerta de AVC, de modo a permitir que os doentes sejam orientados para a unidade hospitalar que permite realizar tratamento de fase aguda adequado», detalha Luísa Fonseca, coordenadora do Núcleo de Estudos de Doença Vascular Cerebral (NEDVC) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI).

Isto porque «a rapidez de atuação é fundamental para que se possa evitar sequelas», explica Ângelo Carneiro, da Sociedade Portuguesa de Neurorradiologia de Intervenção (SPNI).

O neurorradiologista de intervenção lembra ainda que «os hospitais já se prepararam para atender os doentes com AVC de forma adequada, fazendo testes de rastreio sempre que necessário, criando circuitos independentes de doentes, tentando minimizar os tempos de permanência em unidades de cuidados intensivos e em internamento, por forma a reduzir ao máximo a possibilidade de um doente com AVC ser contagiado».

20tm18M
2018Pub5f20tm18M
30 de Abril de 2020

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Fundação Portuguesa de Cardiologia apela à demonstração de afetos virtuais 

 Campanha inserida no mês dedicado à sensibilização para as doenças do coração<br /> Fundação Portu...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Farmácias param 23 minutos esta quarta-feira 

 Esta quarta-feira, as farmácias vão fazer uma paragem simbólica de 23 minutos, o mesmo tempo que a...

25.05.2020

Governo avalia incentivos financeiros para recuperar atos médicos cancelado...

A ministra da Saúde adiantou este sábado que o Governo está a estudar incentivos financeiros que per...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Insa promove estudo sobre saúde mental e bem-estar em tempos de pandemia 

 O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a promover um estudo para avaliar o...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados 

 Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados por falta de resposta social....

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Publicadas as recomendações de cada especialidade para a retoma assistencia...

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) solicitou às direções dos colégios de especialidade a elabora...

por Teresa Mendes | 21.05.2020

SICAD promove ciclo de videoconferências

No âmbito do ciclo de videoconferências dedicado a temas atuais na área dos comportamentos aditivos...

21.05.2020

Mais de 3200 profissionais de saúde infetados

Mais de 3200 profissionais de saúde já foram infetados com Covid-19, um terço dos quais são enfermei...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.