Ministério prevê atividade ao fim-de-semana e deslocações ao domicílio

por Teresa Mendes | 07.05.2020

Tutela publica plano de ação para retoma da atividade  programada
Desfasamento de horários de atendimento, incluindo ao fim de semana, agendamento por hora marcada ou ainda a deslocação ao domicílio do utente são algumas das medidas previstas no plano de ação da Tutela para a retoma da atividade assistencial programada não realizada nos cuidados de saúde primários (CSP) e hospitalares por força da pandemia Covid-19.

Um despacho do Ministério da Saúde (MS) publicado hoje no Diário da República prevê que a retoma seja «gradual» e «dinâmica» e determina que «enquanto a situação epidemiológica do país o justificar, e em especial durante o estado de calamidade», os estabelecimentos e serviços do Serviço Nacional de Saúde garantem que a realização da atividade assistencial ocorre «com recurso a meios não presenciais, utilizando mecanismos de telessaúde, designadamente programas de telerrastreio, teleconsulta, telemonitorização e teleconsultadoria, exceto quando tal não for clinicamente adequado ou tecnicamente possível».

Outras medidas incluem o «desfasamento de horários de atendimento, incluindo ao fim de semana», bem como o «agendamento por hora marcada, garantindo que os utentes permanecem nos serviços de saúde apenas durante o período estritamente necessário» ou ainda a «deslocação ao domicílio do utente, ou equivalente, nas situações clínicas em que tal se revele apropriado».

A referenciação dos episódios de urgência triados com cor branca, azul ou verde nos serviços de urgência hospitalares para outra tipologia de cuidados de saúde, nomeadamente, para os CSP e para outras respostas hospitalares programadas, «com agendamento direto por hora marcada» ou ainda a «realização de meios complementares de diagnóstico e terapêutica nos CSP, nos casos em que essa disponibilidade exista», são também medidas contempladas no despacho, que pode ser consultado aqui.

20tm19p
2019Pub5f20tm19p
07 de Maio de 2020

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.