Escolas Médicas Portuguesas com aulas à distância até ao final do ano lectivo

por Teresa Mendes | 21.05.2020

Decisão tomada «em prol segurança da comunidade académica»
O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) decidiu manter o regime de aulas não presenciais até ao final do ano letivo, «considerando os resultados alcançados até ao momento e a apreciação muito positiva por parte de toda a comunidade académica».

Esta é uma tomada de posição que surge após aquele Conselho ter reunido no passado dia 18 de maio para analisar a situação a nível nacional no que se refere à pandemia Covid-19 e ao impacto da mesma no funcionamento das escolas médicas em Portugal.

«É posição comum e consensual das Escolas Médicas Portuguesas manter o regime de aulas não presenciais até ao final do presente ano letivo», lê-se num comunicado. A decisão tomada, como salienta a nota à Imprensa, é «em prol de um ensino e investigação médica de reconhecida qualidade, num ambiente que garanta, em primeiro lugar, a segurança da comunidade académica que representa».

O CEMP informa igualmente que «os planos de reativação das atividades de investigação e das atividades de apoio técnico e administrativo iniciaram-se e estão a ser implementados em cada escola de forma progressiva e cautelosa, mediante uma monitorização do evoluir da situação».

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) decidiu manter o regime de aulas não presenciais até ao final do presente ano letivo, «considerando os resultados alcançados até ao momento e a apreciação muito positiva por parte de toda a comunidade académica» 

Por fim, o Conselho sublinha que «todas as Escolas Médicas Portuguesas estão empenhadas em dar prioridade a metodologias de avaliação à distância, recorrendo a metodologias telemáticas», podendo, no entanto, e de acordo com a autonomia de cada escola e com circunstâncias específicas, «realizar avaliações presenciais, desde que asseguradas as normas de segurança necessárias».

20tm21m
21 de Maio de 2020
2021Pub5f20tm21m

Publicado previamente em  www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 26.05.2020

SPEDM defende inclusão da análise à função tiroideia no rastreio da mulher...

O Grupo de Estudos da Tiroide (GET) da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolism...

25.05.2020

Governo avalia incentivos financeiros para recuperar atos médicos cancelado...

A ministra da Saúde adiantou este sábado que o Governo está a estudar incentivos financeiros que per...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Insa promove estudo sobre saúde mental e bem-estar em tempos de pandemia 

 O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a promover um estudo para avaliar o...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados 

 Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados por falta de resposta social....

por Teresa Mendes | 22.05.2020

Publicadas as recomendações de cada especialidade para a retoma assistencia...

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) solicitou às direções dos colégios de especialidade a elabora...

22.05.2020

Ordem dos Médicos contra voos com lotação completa a partir de junho

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) está conta a decisão, que diz ser «política», de voltar a ter...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.