Está na altura de acabar com as «discriminações negativas que afetam os médicos»

por Teresa Mendes | 09.06.2020

SIM insiste na via negocial e faz apelo a António Costa
À falta de resposta da ministra da Saúde, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) insiste na via negocial para a melhoria do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a motivação da sua maior riqueza, que é o capital humano em geral e os médicos em especial, e apelou esta segunda-feira ao primeiro-ministro para que «essa seja a também a sua opção».

Numa missiva dirigida a António Costa, o sindicato salienta que «permanece viva e inequívoca a total disponibilidade para continuarmos a contribuir para o fortalecimento do SNS, o qual, como é de justiça sublinhar, de novo demonstrou a devida capacidade de resposta, ante as duríssimas provas a que os últimos meses da crise pandémica o sujeitaram».

Contudo, como salienta o SIM, existe «uma acrescida necessidade de fazer cessar as discriminações negativas que neste contexto afetam os trabalhadores médicos», tal como sejam, entre outras, «a ideia, muito errada, da possibilidade de supressão dos limites máximos do trabalho suplementar obrigatório a que podem ser sujeitos, ou a sua exclusão da proteção que é reconhecida, e bem, aos demais trabalhadores enquanto doentes crónicos, ou a sua submissão a testes de despistagem da Covid-19, e simultânea, mas perigosíssima, continuidade do dever de exercer funções assistenciais quando ocorrem contactos com colegas de trabalho infetados, ou o, tão iníquo, liminar não pagamento do infindável trabalho suplementar prestado pelos médicos da área de exercício profissional de Saúde Pública».

«A inércia revelada na constituição e início formal do funcionamento das mesas de contratação coletiva, em nada são condizentes com as loas públicas que vamos ouvindo», salienta o SIM, num apelo ao primeiro-ministro

O sindicato remeteu ainda ao primeiro-ministro 25 propostas concretas constantes da agenda negocial dos sindicatos médicos, sublinhando que «a inércia revelada na constituição e início formal do funcionamento das mesas de contratação coletiva, em nada são condizentes com as loas públicas que vamos ouvindo, razão por que aqui se registam e muito lamentam tais omissões».

«Seria incompreensível que o MS negasse a valorização do trabalho dos médicos»

Também o Conselho Nacional da Federação Nacional dos Médicos (Fnam) emitiu um comunicado dizendo estar «disponível para negociar as suas propostas», esperando do Ministério da Saúde (MS) «total abertura para essa negociação».

«Seria incompreensível que o Ministério da Saúde negasse a valorização do trabalho dos médicos e a proteção destes profissionais, que têm assegurado de forma notável a linha da frente no duro combate a esta pandemia», destaca a nota à Imprensa.

20tm24h
09 de Junho de 2020
2024Pub2f20tm24h

Publicado previamente em  www.univadis.pt

E AINDA

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Médicos de saúde pública defendem contratação «urgente» de mais profissiona...

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública (ANMSP) defendeu esta quinta-feira...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.