Ordem avisa que não participará em qualquer processo relativo à eutanásia

19.06.2020

Missiva enviada ao Parlamento diz que OM «vai resistir»
Numa carta enviada ao Presidente da Assembleia da República e ao presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, a Ordem dos Médicos (OM) afirma que não irá nomear ninguém para a comissão que vai decidir quem pode recorrer à eutanásia, caso a morte medicamente assistida venha a ser uma realidade.

Na missiva enviada também com conhecimento do Presidente da República, divulgada hoje pela TSF, o bastonário da OM, Miguel Guimarães, «informa que se recusará a indicar ou nomear médico(s) para qualquer comissão que a legislação preveja e/ou a praticar qualquer tipo de ato do qual resulte uma colaboração e/ou participação, direta ou indireta, da OM em procedimentos preparatórios e/ou de execução de atos de antecipação da morte a pedido ou da morte medicamente assistida, na vertente da eutanásia e da ajuda ao suicídio».

O dirigente explica que a morte medicamente assistida vai contra a ética e a deontologia dos clínicos e avisa que «a Ordem vai resistir».

Ordem dos Médicos (OM) afirma, numa carta enviada ao Presidente da Assembleia da República e ao presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, que não irá nomear ninguém para a comissão que vai decidir quem pode recorrer à eutanásia, caso a morte medicamente assistida venha a ser uma realidade

O bastonário cita igualmente os princípios definidos no estatuto da OM, onde está escrito que «o médico pode, ainda, recusar a sua colaboração em situações concretas relativamente às quais invoque o direito à objeção de consciência», ou seja «o direito de recusar a prática de ato da sua profissão quando tal prática entre em conflito com a sua consciência e ofenda os seus princípios éticos, morais, religiosos, filosóficos, ideológicos ou humanitários».

Por fim, Miguel Guimarães recorda ainda outras leis fundamentais para lembrar que «a vida humana é inviolável» e que «todos têm direito à proteção na saúde».

Recorde-se que neste momento, o grupo de trabalho criado no âmbito da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias debate cinco projetos-lei, numa tentativa de chegar a um texto comum.

Posição da OM vai ser «levada em conta» na discussão da eutanásia

Entretanto, o presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias já se pronunciou sobre a carta da OM, considerando que esta é mais um «contributo relevante» para a discussão da eutanásia, como tantos outros que têm chegado à Assembleia da República.

Em declarações à TSF, Luís Marques Guedes considera que o grupo de trabalho constituído para apreciação dos cinco projetos de lei que permitem a despenalização da morte medicamente assistida «não deixará de ter levada em conta» a chamada de atenção do bastonário Miguel Guimarães.

Já se a posição defendida pela OM «levará ou não a que os preponentes desta legislação reconsideram as suas propostas - é uma posição que só a eles cabe», observou.

20tm25q
19 de Junho de 2020
2025Pub6f20tm25q

Publicado previamente em  www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.